Pensa em Deus, refugia-te em Deus, espera por Deus e confia em Deus, porquanto, ainda mesmo quando te suponhas a sós, em meio de tribulações incontáveis, Deus está conosco e com Deus venceremos.

Emmanuel

Estamos com as inscrições abertas para o curso:

PBDE (Programa Básico da Doutrina Espírita)

Associação de Estudos Espíritas Allan Kardec

Rua Brás de Pina, 606

Vila Vitória

Mogi das Cruzes

Início das aulas: 06/02/2017

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Um Sonho sobre a Raiva e o Perdão


Disse um Anjo:
Quando um espinho rasga nossa carne e se aloja nela, dói muito. Imagine um espinho embaixo do pé. Se tentarmos caminhar com ele, dói demais e certamente a ferida irá piorar.
Podemos chamar o espinho de raiva.
Uma pessoa inteligente procura retirar o espinho e trata o ferimento até que cicatrize. Toma todos os cuidados necessários para não sentir dor.
A pessoa inteligente não espera o espinho gerar inflamações, gerar problemas graves.
Alguém verdadeiramente sábio não deixa a emoção da raiva tornar-se sentimento de ódio.
A raiva é retirada com todo o cuidado, com todo o zelo. Através de um “diálogo”... É uma partida suave. Ela vai embora, pois um belo instrumento cirúrgico é usado: a razão.
A razão diz: “não mantenha esse espinho aí. Ele só irá piorar a situação. Só irá machucar mais, irá perturbar mais, podendo até gerar um câncer”.
A mente pouco sábia (nada sábia, aliás) vai caminhar com o espinho, vai tentar até fazer de conta que ele não está ali, agravando mais e mais a situação.
A sabedoria está em retirar o espinho.
E o perdão?
O perdão consiste em retirar o espinho. Livrar-se da raiva é perdoar. Perdoar a situação. Perdoar quem nos magoou. Perdoar a nós mesmos. Perdoar aos objetos (tem gente que não perdoa o martelo que bateu em seu dedo, digo, o martelo que a própria pessoa usou para agredir o próprio dedo).
A sabedoria faz com que o perdão venha mais rápido. Não vamos esquecer o ocorrido. Toda a experiência é aprendizado, mas vamos retirar o espinho, a raiva. Vamos abrir mão do rancor.
Quando abrimos mão da raiva a cicatrização é mais rápida. O perdão controla os anticorpos que apressam a regeneração.
Infelizmente somos pouco sábios.
Normalmente, quando se trata de sentimentos, preferimos sofrer. Não deixamos feridas cicatrizarem. Estamos sempre dando um jeito de deixar a ferida aberta, mal curada, dolorida.
É o ego que fala mais alto. Não a sabedoria. O orgulho inibe a inteligência. Preferimos sofrer a perdoar o outro. Mas apenas o perdão faz cessar o sofrimento. Enquanto vamos alimentando ódio e desejo de vingança a nossa vida vai se tornando um inferno.
Algumas pessoas acham que, se perdoarem, estarão beneficiando o criminoso. O perdão não é contra a justiça. Ele é contrário à vingança que confundimos quase sempre com justiça.
Outros acreditam que ao perdoar estarão atestando burrice. E logo alguém irá abusar novamente. A sabedoria deve ser usada para o perdão e também para a autopreservação. Perdoar não é dizer: faça novamente. Ou dar ao agressor o mesmo tratamento que se dá aos que nunca aproveitaram mal a nossa confiança.
Dizem que os inteligentes não perdoam. Vale a pena pensar no que a alma angelical me transmitiu no sonho.
Não sei quem explicaria melhor esse sonho, se Freud ou Allan Kardec, apenas sei que nunca vou esquecer que tolo é quem tenta caminhar um longo percurso com um espinho no pé.
Cristian Macedo
http://www.oconsolador.com.br/30/cristian_macedo.html

Um comentário:

ADRIANA disse...

Adorei a nossa festa cheio de paz e amor.
Obrigada primeiro a Deus por proporcionar que nossos estudos seja realizado.
E muito obrigada a voce Daize por fazer parte da nossas vidas
Um grande abraço a todos do nosso grupo
E feliz natal a todos com muita paz e saude.
Dri

VÍDEOS

VÍDEOS

Evangelho No Lar

A você, espírita ou não, lembramos que Jesus disse: "quando se reunirem dois ou mais em meu nome, ali estarei".
O culto cristão do evangelho no lar é oportunidade para:
- Reabastecimento de energias psíquicas;
- Estudo e desenvolvimento dos ensinamentos do Mestre Jesus, aplicáveis à nossa vida;
- Harmonização entre os participantes e do ambiente onde ele acontece;
- Dissipação de mágoas, ressentimentos, antagonismo e ódios;
- Agradecimento a Deus;
- Pedidos de amparo e proteção para encarnados e desencarnados.

Roteiro para o culto do Evangelho no Lar

- Escolher um dia da semana, fixando horário para a reunião com familiares ou só (sempre no mesmo horário);

- Dispor um copo com água para cada participante da reunião;
- Iniciar a reunião com uma prece;
- Fazer a leitura um breve trecho de: "O Evangelho Segundo o Espiritismo", ou outro livro escolhido;
- Fazer um breve comentário sobre o trecho lido, evitando a polêmica ou desvios para outros assuntos, a fim de manter equilíbrio vibratório da reunião;
- Encerrar com uma prece, enviando vibrações de paz, amor e harmonia à família e aos necessitados em geral;
- A reunião se prolongar além de 20 ou 30 minutos;

Música suave, em volume brando, favorecerá uma melhor ambientação para as vibrações e preces.

Importante: Não transformar o culto do Evangelho no Lar em reunião mediúnica.
Fornecido por A.E.E.Allan Kardec

Provérbios Morais e Leis da Arábia encontrados nas ruínas de Persopolis, gravados em fino mármore

Digais

Sabeis

Diz

Sabe

Dirá

Não sabe

Façais

Podeis

Faz

Pode

Fará

Não deve

Acrediteis

Ouvis

Acredita

Ouve

Acreditará

Não ouve

Gasteis

Tendes

Gasta

Tem

Gastará

Não tem

Julgueis

Vedes

Julga

Julgará

Não viu

Não

Tudo quanto

Porque aquele que

Tudo quanto

Muitas vezes

O que

Seguidores