Pensa em Deus, refugia-te em Deus, espera por Deus e confia em Deus, porquanto, ainda mesmo quando te suponhas a sós, em meio de tribulações incontáveis, Deus está conosco e com Deus venceremos.

Emmanuel

Estamos com as inscrições abertas para o curso:

PBDE (Programa Básico da Doutrina Espírita)

Associação de Estudos Espíritas Allan Kardec

Rua Brás de Pina, 606

Vila Vitória

Mogi das Cruzes

Início das aulas: 06/02/2017

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Maternidade angelical

Classificando-se os seres angélicos, destaca-se o maternal, que é uma verdadeira estrela inapagável em a noite terrestre.
Ser mãe é poder desdobrar do coração afetuoso todas as fibras com que envolve os filhos que agasalha no seio generoso e rico de ternura.
Quando todas as alegrias emurchecem na face atormentada do ser humano, o sorriso materno, jovial e encantador, falando sem palavras sobre a esperança, restitui-lhe o júbilo perdido.
Quando os reveses assinalam a jornada conduzindo aquele que os padece na direção do fosso da amargura, a serenidade materna contribui para a sua imediata recuperação.
Quando o medo, a ansiedade e a solidão ameaçam crucificar a criatura nas traves da alucinação, ei-la que surge, bondosa e confiante, devolvendo-lhe a coragem, a confiança e a companhia.
Ser mãe é tornar-se permanente luz na escuridão, segurança na travessia difícil e na superação dos obstáculos.
A sua figura, ora grave, ora risonha, transforma-se num cromo de irretocável beleza nas evocações da alma.
Sacrificada, quase sempre, nunca se queixa, nunca se cansa, nunca desiste de amar...
Frágil, faz-se vigorosa, durante o infortúnio do filho, masculino ou feminino, erguendo-o do abismo em que tombou.
Sempre vigilante, é feliz quando a prole a cerca, ou, a distância, quando todos seguem a trilha do Bem.
Sofre, sempre que algum deles perde o rumo ou se encontra em aflição.
Recordo-me, então, de você, mãezinha amorosa, sustentando-me a infância rica de canções de ninar, assim como de melodias outras de encorajamento, que seguiram comigo por todos os dias e noites da minha existência terrena.
Evoco-a, como o náufrago agarrando-se a qualquer tábua que lhe proporcione a esperança da salvação. E nunca fiquei sem o seu apoio de segurança!
Filhos da Terra!
Desfrutando da felicidade de ter vossas mães como vigilantes ao vosso lado, envolvei-as em doçura, retribuindo-lhes as noites indormidas pela ternura da vossa dedicação.
Mas, se, por acaso, elas retornaram às regiões estelares de onde vieram, evocai-as e honrai-as, e recebereis delas, anjos sublimes que são, as bênçãos e a intercessão junto à Mãe Santíssima da humanidade em favor das vossas necessidades.
Anjos maternais!
Velai por nós, vossos filhos que transitamos pelos ásperos caminhos da evolução, tropeçando e caindo.
Se, por alguma razão, vossa mãe não corresponde à condição de anjo, amai-a, assim mesmo, porque, tombada no abismo da loucura, não pôde fruir a felicidade de cumprir com o sagrado dever.
Deus vos abençoe, mães da Terra e vos faculte, filhos queridos, a gloriosa honra de as amar e respeitar, enquanto estão no caminho convosco!
Amélia Rodrigues.
Psicografia de Divaldo Pereira Franco, na reunião mediúnica da noite de 5 de abril de 2010, no Centro Espírita Caminho da Redenção, em Salvador, BA.
Em 05.07.2010.

Um comentário:

CARLOS MORANDI disse...

Olá Daise!
Venho retribuir a visita e deparei-me com um "cantinho" - realmente - de paz.
Meus parabéns com meu forte abraço.
Carlos Morandi...

Daise Mariza

VÍDEOS

VÍDEOS

Evangelho No Lar

A você, espírita ou não, lembramos que Jesus disse: "quando se reunirem dois ou mais em meu nome, ali estarei".
O culto cristão do evangelho no lar é oportunidade para:
- Reabastecimento de energias psíquicas;
- Estudo e desenvolvimento dos ensinamentos do Mestre Jesus, aplicáveis à nossa vida;
- Harmonização entre os participantes e do ambiente onde ele acontece;
- Dissipação de mágoas, ressentimentos, antagonismo e ódios;
- Agradecimento a Deus;
- Pedidos de amparo e proteção para encarnados e desencarnados.

Roteiro para o culto do Evangelho no Lar

- Escolher um dia da semana, fixando horário para a reunião com familiares ou só (sempre no mesmo horário);

- Dispor um copo com água para cada participante da reunião;
- Iniciar a reunião com uma prece;
- Fazer a leitura um breve trecho de: "O Evangelho Segundo o Espiritismo", ou outro livro escolhido;
- Fazer um breve comentário sobre o trecho lido, evitando a polêmica ou desvios para outros assuntos, a fim de manter equilíbrio vibratório da reunião;
- Encerrar com uma prece, enviando vibrações de paz, amor e harmonia à família e aos necessitados em geral;
- A reunião se prolongar além de 20 ou 30 minutos;

Música suave, em volume brando, favorecerá uma melhor ambientação para as vibrações e preces.

Importante: Não transformar o culto do Evangelho no Lar em reunião mediúnica.
Fornecido por A.E.E.Allan Kardec

Provérbios Morais e Leis da Arábia encontrados nas ruínas de Persopolis, gravados em fino mármore

Digais

Sabeis

Diz

Sabe

Dirá

Não sabe

Façais

Podeis

Faz

Pode

Fará

Não deve

Acrediteis

Ouvis

Acredita

Ouve

Acreditará

Não ouve

Gasteis

Tendes

Gasta

Tem

Gastará

Não tem

Julgueis

Vedes

Julga

Julgará

Não viu

Não

Tudo quanto

Porque aquele que

Tudo quanto

Muitas vezes

O que

Seguidores