Pensa em Deus, refugia-te em Deus, espera por Deus e confia em Deus, porquanto, ainda mesmo quando te suponhas a sós, em meio de tribulações incontáveis, Deus está conosco e com Deus venceremos.

Emmanuel

Estamos com as inscrições abertas para o curso:

PBDE (Programa Básico da Doutrina Espírita)

Associação de Estudos Espíritas Allan Kardec

Rua Brás de Pina, 606

Vila Vitória

Mogi das Cruzes

Início das aulas: 06/02/2017

quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Decisão e Vontade

Incerteza parece coisa de pouca monta, mas é assunto de importância fundamental no caminho de cada um.
*
As criaturas entram na instabilidade moral, habituam-se a ela, e passam ao domínio das fôrças negativas sem perceber.
Dizem-se confiantes pela manhã e acabam indecisas à noite.
Freqüentemente rogam em prece:
- Senhor! Eis-me diante de tua vontade!...
Mostra-me o que devo fazer!...
E quando o Senhor lhes revela, através das circunstâncias, o quadro de serviço a expressar-se, conforme as necessidades a que se ajustam, exclamam em desconsôlo:
- Quem sou eu para realizar semelhante tarefa?
Não tenho fôrças.
Ai de mim que sou inútil!...
Sabem que é preciso servir para se renovarem, mas paradoxalmente esperam renovar-se sem servir.
Dispõem de verbo fácil e muitas vêzes se proclamam inabilitadas para falar auxiliando a alguém nas construções do Espírito.
Possuem dedos ágeis, quais filtros inteligentes engastados nas mãos; entretanto, costumam asseverar-se inseguras na execução das boas obras.
Ouvem preleções edificantes ou mergulham-se na assimilação de livros nobres, prometendo heroísmo para o dia seguinte, mas, passada a emoção, volvem à estaca zero, à maneira de viajante que desiste de avançar nos primeiros passos de qualquer jornada.
Louvam na rua o equilíbrio e a serenidade e, às vêzes, dentro de casa, disputam campeonatos de irritação.
O dever jaz à frente, a oportunidade de elevação surge brilhando, os recursos enfileiram-se para o êxito e realizações chamam urgentes, mas preferem a fuga da obrigação sob o pretexto de que é preciso cautela para evitar o mal, quando o bem francamente lhes bate à porta.
*
Trabalho, ação, aprendizado, melhoria!...
Não te ponhas à espera dêles sob a imaginária incapacidade de procurá-los, à vista de imperfeições e defeitos que te marcaram ontem.
Realização pede apoio da fé.
Mãos à obra.
Tudo o que serve para corrigir, elevar, educar e construir, nasce primeiramente no esfôrço da vontade unida à decisão.
Xavier, Francisco Cândido. Da obra: Rumo Certo. Ditado pelo Espírito Emmanuel. 5 edição. Rio de Janeiro, RJ: FEB. 1991.

Nenhum comentário:

Daise Mariza

VÍDEOS

VÍDEOS

Evangelho No Lar

A você, espírita ou não, lembramos que Jesus disse: "quando se reunirem dois ou mais em meu nome, ali estarei".
O culto cristão do evangelho no lar é oportunidade para:
- Reabastecimento de energias psíquicas;
- Estudo e desenvolvimento dos ensinamentos do Mestre Jesus, aplicáveis à nossa vida;
- Harmonização entre os participantes e do ambiente onde ele acontece;
- Dissipação de mágoas, ressentimentos, antagonismo e ódios;
- Agradecimento a Deus;
- Pedidos de amparo e proteção para encarnados e desencarnados.

Roteiro para o culto do Evangelho no Lar

- Escolher um dia da semana, fixando horário para a reunião com familiares ou só (sempre no mesmo horário);

- Dispor um copo com água para cada participante da reunião;
- Iniciar a reunião com uma prece;
- Fazer a leitura um breve trecho de: "O Evangelho Segundo o Espiritismo", ou outro livro escolhido;
- Fazer um breve comentário sobre o trecho lido, evitando a polêmica ou desvios para outros assuntos, a fim de manter equilíbrio vibratório da reunião;
- Encerrar com uma prece, enviando vibrações de paz, amor e harmonia à família e aos necessitados em geral;
- A reunião se prolongar além de 20 ou 30 minutos;

Música suave, em volume brando, favorecerá uma melhor ambientação para as vibrações e preces.

Importante: Não transformar o culto do Evangelho no Lar em reunião mediúnica.
Fornecido por A.E.E.Allan Kardec

Provérbios Morais e Leis da Arábia encontrados nas ruínas de Persopolis, gravados em fino mármore

Digais

Sabeis

Diz

Sabe

Dirá

Não sabe

Façais

Podeis

Faz

Pode

Fará

Não deve

Acrediteis

Ouvis

Acredita

Ouve

Acreditará

Não ouve

Gasteis

Tendes

Gasta

Tem

Gastará

Não tem

Julgueis

Vedes

Julga

Julgará

Não viu

Não

Tudo quanto

Porque aquele que

Tudo quanto

Muitas vezes

O que

Seguidores